Fundador da McAfee, John McAfee é encontrado morto na Espanha

Fundador da McAfee, John McAfee é encontrado morto na Espanha

0 comentário 14,K visualizações

O controverso magnata do software antivírus John McAfee que teve vários problemas recentes com a lei dos EUA, morreu aos 75 anos.
McAfee aguardava extradição em uma prisão espanhola depois de ser acusado de sonegação de impostos nos Estados Unidos no ano passado.

McAfee foi encontrado morto em sua cela em uma prisão perto de Barcelona nesta quarta-feira por volta das 13h horário local, segundo um porta-voz do Superior Tribunal da Catalunha à CNN a causa da morte está sendo investigada.
Um comunicado do Departamento de Justiça do governo regional da Catalunha, que administra as prisões lá, disse que o pesso-19al médico da prisão e os guardas tentaram realizar procedimentos que salvam vidas depois de encontrar McAfee, mas não tiveram sucesso. O comunicado dizia que “tudo indica” que McAfee poderia ter morrido por suicídio.
Sua morte ocorreu após uma decisão de um painel de três juízes no Tribunal Nacional da Espanha em Madri esta semana que McAfee poderia ser extraditado para os Estados Unidos para enfrentar acusações lá. Essa decisão ainda poderia ter sido apelada a um painel maior de juízes no mesmo tribunal, de acordo com documentos judiciais.

GETTY IMAGES legenda de imagem de John McAfee, mostrado em Miami Beach, Flórida, foi uma figura controversa no setor de tecnologia

O empresário, que nasceu em Gloucestershire, Inglaterra, ganhou destaque pela primeira vez na década de 1980, quando fundou sua empresa de tecnologia e lançou o McAfee VirusScan.

Embora seja um pioneiro da segurança de computadores, ele admitiu à BBC que nunca usou o software em seus próprios computadores – ou qualquer software antivírus para esse assunto.

“Eu me protejo mudando constantemente meu endereço IP [protocolo de internet], não anexando meu nome a qualquer dispositivo que uso, e não indo a sites onde você pode pegar um vírus”, disse ele ao repórter de tecnologia da BBC Leo Kelion em 2013.

“Sites pornográficos, por exemplo, eu simplesmente não vou lá.”

Ele também lançou candidaturas mal sucedidas para se tornar candidato do Partido Libertário para as eleições presidenciais em 2016 e 2020.

Em 2019, McAfee expressou seu desdém pelos impostos, tuitando que ele não havia apresentado declarações fiscais por oito anos porque “a tributação é ilegal”.

No mesmo ano, ele foi brevemente detido na República Dominicana por supostamente trazer armas para o país.

McAfee foi preso na Espanha em outubro depois de ser indiciado nos Estados Unidos por sonegação de impostos meses antes. Ele supostamente não apresentou impostos por quatro anos, apesar de ganhar milhões em renda entre 2014 e 2018, de promover criptomoedas, trabalhos de consultoria, compromissos como apresentador e de vender os direitos de sua história de vida para um documentário, de acordo com documentos judiciais. O valor que ele devia não foi especificado na acusação.

Os juízes espanhóis aprovaram sua extradição para enfrentar acusações para os anos fiscais de 2016, 2017 e 2018.
Em uma audiência virtual no tribunal espanhol no início deste mês, McAfee argumentou que as acusações de sonegação fiscal dos EUA contra ele foram politicamente motivadas.

McAfee — fundador da empresa de software antivírus homônimo, com a qual não é mais afiliado — também foi indiciado em março por acusações separadas de fraude e lavagem de dinheiro. O Departamento de Justiça dos EUA alegou que ele e um parceiro de negócios participaram de um esquema que rendeu mais de US$ 13 milhões ao promover falsamente criptomoedas para investidores involuntários.

As duas últimas décadas de vida de McAfee incluíram uma série de eventos um tanto quanto bizarro.
Em 2012, McAfee desapareceu brevemente depois de fugir de sua casa em Belize porque a polícia local tentou interrogá-lo sobre a morte de seu vizinho. (Ele negou envolvimento na morte e alegou que fugiu porque temia por sua vida.)
Ele passou um tempo na Guatemala, e depois mudou-se para Montreal, Canadá, onde trabalhou em um documentário sobre sua vida. Ele concorreu à presidência dos EUA em 2016 como libertário, e lançou um novo produto de segurança que ele chamou de “um divisor de águas”.
Em 2020 o milionário John McAfee contou no Twitter, que foi preso na Alemanha por se recusar a usar uma máscara contra o novo coronavírus. Ao chegar ao país e ouvir a ordem de colocar a proteção, o criador do antivíruas para computador que leva seu nome improvisou e cobriu nariz e boca com uma calcinha.

(foto: Twitter/Reprodução)

 

Deixe um Comentário

Sobre nós

O Cara do TI é um projeto voltado ao compartilhamento de notícias, resolução de problemas, reviews, games, filmes e tudo o que envolve o mundo da tecnologia.

Newsletter

Subscribe my Newsletter for new blog posts, tips & new photos. Let's stay updated!

© Copyright 2023 O Cara do TI® | Todos os direitos reservados

O Cara do TI
-
00:00
00:00
Update Required Flash plugin
-
00:00
00:00

Adblock Detected

Por favor, nos apoie desativando sua extensão AdBlocker de seus navegadores para nosso site. Nosso site depende das propagandas para se manter vivo. Contamos com sua colaboração